Agente planeja viagem ao Brasil para "proteger" Cueva no São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Multa rescisória de Cueva com São Paulo está estimada em mais de 30 milhões de euros

    Multa rescisória de Cueva com São Paulo está estimada em mais de 30 milhões de euros

Além de buscar reforços, o São Paulo se movimenta nos bastidores para blindar as principais peças do elenco. E na próxima janela de transferências internacionais dois atletas são os grandes alvos: Rodrigo Caio e Cueva. E é por isso que o agente do meia peruano pretende se reunir com a diretoria tricolor neste mês.

O empresário é Ronald Baroni, que tem viagem marcada para o Brasil com o objetivo de apresentar outros clientes aos clubes locais. Uma das paradas, no entanto, será no CT da Barra Funda para discutir com os tricolores as recentes sondagens feitas a Cueva.

A imprensa internacional relatou o interesse de Paris Saint-Germain (FRA) e Sevilla (ESP), mas o estafe do peruano não fala em nomes. Resume-se a dizer que clubes fizeram consultas pela situação do camisa 13 do time tricolor. E a posição passada foi clara: o clube brasileiro não tem intenção de negociá-lo.

O São Paulo considera estar seguro dos riscos de perder Cueva, que tem multa rescisória estimada em mais de 30 milhões de euros (cerca de R$ 107 milhões). Ainda assim, a conversa com Baroni pode ser importante para definir uma estratégia de proteção ao meio-campista.

Além de conversar com os dirigentes, Ronald Baroni pretende se apresentar a outros clubes brasileiros e oferecer atletas.

Sobre Rodrigo Caio, a chegada de Rogério Ceni faz com que a diretoria tente acelerar a renovação e valorização para segurar o zagueiro.

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos