Pelé pede solidariedade à Chape, e é reticente sobre última rodada do BR

A comoção pela queda do avião que levava a delegação da Chapecoense, matando 71 pessoas e ferindo outras seis, chegou a Pelé. Em entrevista ao programa "Bate-Bola", na noite desta quinta-feira, o "Rei do Futebol" disse que o momento é de mobilização entre todos:

- No momento, o que a gente tem é de dar suporte para a vida, seja qual for. Dar muito conforto aos familiares, e a quem ficou por aqui, porque é o que eles estão precisando.

Assunto que se tornou polêmico nesta quinta-feira do Brasileirão, o impasse pela última rodada foi visto com ressalvas. Segundo Pelé, a decisão é complicada de se tomar:

- É uma decisão muito difícil de se tomar. Seguindo a regra, teria de acontecer os jogos, mas importante, uma decisão muito difícil, seguindo a regra teria de acontecer o jogo, mesmo com a situação da Chapecoense. Isso seria mudar a regra do campeonato, tem de seguir o jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos