Grohe 'foge' ao ser perguntado sobre cancelamento de última rodada

  • Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

    Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio

    Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio

Na contramão de dirigentes e demais jogadores, o goleiro do Grêmio, Marcelo Grohe preferiu não opinar sobre um possível cancelamento da última rodada do Brasileirão. O atleta destacou que prefere deixar a decisão nas mãos de "quem sabe".

"Há pessoas que são responsáveis pela tomada de decisão. O que for decidido, se jogar ou não, vamos ter que respeitar. É difícil falar, realmente foi algo muito forte, não é brincadeira. Mas temos que seguir a vida, temos uma decisão na quarta. Estamos nos preparando para ela. É inevitável, olhamos na televisão e só se fala nisso. A gente acaba pensando, parece que não tem como cair a ficha", disse o camisa 1.

"Eu acho que o adiamento dessa semana foi acertado, não tinha clima. Na semana que vem, se o pessoal achar que é necessário para acabar o campeonato, vamos ver o que vão decidir", afirmou.

O jogador também comentou sobre a situação do goleiro Follmann, da Chapecoense. Um dos seis sobreviventes da tragédia que deixou 71 mortos, Follmann foi companheiro de Grohe no Grêmio, que desejou uma rápída recuperação ao amigo.

"Trabalhei com o Follmann aqui, era um cara extremamente positivo, brincalhão. Não só eu, mas todos que trabalharam ou não estão na torcida. A gente procura informações através do Ramiro para ter algo mais preciso. Tomara que Follmann, Alan Ruschel, que atuou no Inter, tem o Neto, tem o jornalista, pessoal da tripulação, possam se recuperar o mais rápido possível", completou.

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos