Na web, torcedores do Rio se unem em caminhada de apoio à Chape

Domingo, 16 horas. Hora do futebol, sim. Mas também é hora de uma causa nobre. Neste domingo, no mesmo horário, a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, vai receber uma homenagem às 71 vítimas, incluindo 19 jogadores da Chapecoense, do trágico acidente aéreo da última terça-feira na Colômbia.

A ideia nasceu ainda na própria terça-feira, em um grupo no Whatsapp de palmeirenses que moram na capital fluminense. É o que contou um dos organizadores, Raffael D' Oliveira.

- A ideia surgiu em uma conversa no nosso grupo do Whatsapp, o Palmeiras RJ. Estávamos pensando em como homenagear as vítimas e eu sugeri que estendêssemos o convite para as demais torcidas fora do Rio. Eu já tinha o contato do pessoal do Grêmio RJ e eles me passaram o do Atlético-MG. Daí fomos falando com um, com outro e a ideia tomou força. Falamos também com a galera do Olaria, do Bangu e do América-RJ- comentou Oliveira, explicando que os organizadores não têm relações com organizadas.

São torcedores bem intencionados. Não tinha muito sentido entrar em contato com os torcedores dos quatro times grandes do Rio de Janeiro uma vez que o evento já é na Cidade Maravilhosa.

- É importante frisar que somos desvinculados das organizadas. Claro que um ou outro é vinculado, mas em geral nós não somos vinculados. Essa é a nossa bandeira. E por isso não convidamos os membros das Torcidas organizadas. Eles poderiam brigar entre elas ou até mesmo com a gente. Se quiser comparecer, pode, é claro, mas a violência não será bem vinda. O nosso foco é outro- completou.

O ponto de encontro, revelou, será no posto 3 de Copacabana e haverá uma caminhada até o posto 5, na altura da Xavier da Silveira. A ' largada' deve ser às 18h, com as duas horas anteriores destinadas à concentração.

Além da caminhada, será respeitado um minuto de silêncio e outro de palmas. Nas redes sociais, cerca de 1000 pessoas já confirmaram presença. O local não poderia ser outro. A escolha pela praia foi unânime, apontou Raffael.

- Escolhemos Copacabana pois é um ponto de encontro das três primeiras torcidas a demonstrarem interesse: Palmeiras, Inter e Atlético-MG. E também por que é um ponto turístico, uma referência. Tem que comparecer com a camisa do time, fardado. É pra fazer uma homenagem justa- comentou.

Por fim, Raffael destacou que os palmeirense se sentem com um débito maior para homenagear a Chape.

- Para nós foi até mais traumático o que aconteceu com eles. Primeiro porque o último jogo deles foi contra a gente e que nos deu o título...Eles subiram com a gente em 2014. Acompanhamos a saga deles- finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos