Botafogo caminha para equilibrar jovens e veteranos no time de 2017

Ainda falta um jogo para 2016 acabar de vez para o Botafogo, mas o planejamento para a próxima temporada já está a todo vapor. Alguns jogadores já estão contratados, outros estão sendo negociados, há atletas que podem sair do clube, há os certamente deixarão General Severiano. E já há os mais jovens, que tiveram a incorporação ao time profissional antecipada em alguns meses e já treinam com os profissionais. A ideia do técnico Jair Ventura é, em 2017, ter um time com média de idade equilibrada.

- Acho ideal mesclarmos. Não podemos ter só jogadores com idade avançada porque perdemos força. Modéstia à parte, conheço muito a base, temos que usar esses meninos. Eu vejo que mesclar é sempre a melhor receita - explica o treinador, que vem fazendo da presença de revelações da base alvinegra quase 50% da lista de relacionados nos últimos jogos.

Já estão de contrato assinado para defenderem o Glorioso no ano que vem o goleiro Gatito Fernández e o centroavante Roger, que disputaram a temporada atual por Figueirense e Ponte Preta, respectivamente. A contratação deles significa que, para o gol, Sidão deve mesmo ir para o São Paulo, e, no comando de ataque, o time alvinegro tenta resolver um problema crônico desde janeiro.

Muitas mudanças ainda estão para acontecer. E, na próxima Taça Libertadores ou não, o Botafogo tenta ser mais forte do que a arrancada neste Campeonato Brasileiro mostrou que o time é.

PROBLEMA LOGO ALI

A lateral esquerda pode se tornar uma posição dramática para o Botafogo no próximo ano. Isso porque os dois jogadores que vêm sendo utilizados têm absoluta confiança da comissão técnica, mas não têm permanência garantida. Pelo contrário: Diogo Barbosa está emprestado e deve ser vendido ao Cruzeiro; Victor Luís pertence ao Palmeiras e espera o clube decidir se pretende utilizá-lo ou negociá-lo para o próximo ano. O Glorioso aguarda, pois pode ser obrigado a ir ao mercado, mesmo desejando a permanência da dupla.

Negociando

João Paulo: Meia do Santa Cruz havia sido objeto de desejo botafoguense já para esta temporada, mas acabou ficando em Pernambuco. Com o rebaixamento da equipe Cobra Coral, falta apenas o último acerto entre as diretorias para ele se tornar jogador do Glorioso.

Montillo: Chegaria para ser a estrela da companhia. Aos 32 anos, dividiria a responsabilidade da armação com Camilo, sobrecarregado desde que chegou. O argentino está no fim do contrato com Shandong Luneng, da China, e chegaria de graça. O salário, provavelmente, seria o maior do elenco, mesmo muito abaixo dos padrões chineses.

Contratados

Roger: Aos 31 anos, o centroavante viveu, em 2016, a melhor temporada da carreira. Foram 22 gols em 35 jogos pelo Red Bull Brasil e pela Ponte Preta. Chega para resolver o baixo número de gols do Glorioso.

Gatito Fernández: O paraguaio já havia sido observado pela diretoria alvinegra quando Saulo se lesionou. Com a iminente saída de Sidão e a delicada recuperação de Jefferson, a diretoria avançou rapidamente para contratar o goleiro titular do Figueirense, em 2016.

De saída

Sidão: O goleiro pertence ao Osasco Audax, que tem negociações muito avançadas com o São Paulo. Só continua no Glorioso se insistir muito, até pela contratação de Gatito Fernández.

Diogo Barbosa: Vinculado a um parceiro do grupo BMG, deve ser vendido ao Cruzeiro, apesar da vontade mútua para a permanência no Glorioso.

Victor Luís: Pertence ao Palmeiras, que ainda não decidiu se conta ou não com ele para a próxima temporada.

Neilton: Emprestado pelo Cruzeiro, precisará de uma investida muito forte do Botafogo para continuar no Rio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos