Estados Unidos cogita fazer boicote a Mundial de inverno na Rússia

Segundo o jornal The New York Times, os atletas dos Estados Unidos de bobslead e skeleton estão insatisfeitos com a forma com que a Rússia vêm lidando com o escândalo de doping que envolve atletas do país e, por isso, cogitam não participar do Campeonato Mundial de esportes de inverno, que será realizado em 2017, em Sochi (Rússia).

?

Segundo a reportagem, as maiores preocupações estão relacionadas ao controle de doping, segurança pessoal e segurança da informação. Os atletas teriam o apoio do Comitê Olímpico dos EUA para o boicote.

- Há um grande apoio para não participarmos deste evento, e eu acho que é a decisão certa - disse o americano Kyle Tress, praticante do skeleton.

A atleta de sketeton, Katie Uhlaeder complementa:

- O fato de que nada tenha sido feito sobre o escândalo de Sochi, e o fato de estarmos indo competir lá, isso não nos faz sentir seguros.

O Mundial de Sochi interfere no ranking que determinará os participantes dos Jogos Olímpicos de inverno Pyeongchang-2018, realizados na Coreia do Sul. Mesmo assim, os atletas norte-americanos ameaçam o boicote e demonstram descontentamento com possíveis fraudes dos russos no controle antidoping em Sochi-2014, cujos testes não foram reavaliados, assim como em Pequim-2008 e Londres-2012.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos