Infantino quer implementar 16 grupos de três seleções na Copa

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, segue com o objetivo de aumentar o número de seleções na Copa do Mundo de 2026. De acordo com uma fonte ligada ao mandatário em entrevista à "AFP", ele pretende fazer com que o Mundial tenha 16 grupos com três equipes, totalizando 48 seleções. Atualmente, são oito chaves, com quatro em cada.

O formato proposto por Infantino é a grande novidade. Em novembro, o mandatário havia indicado que o Mundial poderia ter uma espécie de repescagem com 32 seleções, sendo que 16 delas se juntariam às demais 16 classificadas diretamente das Eliminatórias.

- Primeiro de tudo, não são exatamente 48 finalistas, mas 48 participantes. Digo: em primeiro lugar, haverá 16 equipes, as melhores, classificadas diretamente pelos resultados nas eliminatórias. Além disso, será realizada uma repescagem com 32 seleções, com 16 duelos, em um confronto direto de partida única na qual 16 equipes serão adicionadas às 16 que já estavam classificadas inicialmente. No total, teremos 32 seleções, o mesmo que temos atualmente na Copa do Mundo.

A próxima reunião do conselho da Fifa está marcada para os dias 9 e 10 de janeiro, em Zurique, na Suíça. Na ocasião, Infantino deve apresentar a proposta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos