Jesus se despede do Palmeiras e agradece: 'A lembrança será eterna'

Gabriel Jesus despediu-se nesta quarta-feira do Palmeiras. Liberado para iniciar as férias antes de se apresentar no Manchester City, o atacante não enfrenta o Vitória, domingo, pela última rodada do Brasileiro. Na sua última entrevista na Academia de Futebol, o garoto foi homenageado com a carteirinha número 33 do Avanti e agradeceu pelos quatro anos no clube.

- (Obrigado por) Todos os dias, desde o dia em que cheguei da base e vim treinar, todos os treinadores que me treinaram, Oswaldo, Marcelo, Cuca, Alberto... Todas as comissões, todos os jogadores. Levo o Palmeiras inteiro na minha vida. É um clube que me abriu as portas, me deu oportunidade de demonstrar meu futebol e ajudá-los, como me ajudou. Minha lembrança do Palmeiras será eterna na vida. Toda vez que pisar no Brasil um dos primeiros lugares que irei é o Palmeiras - afirmou o jogador.

Jesus iniciou sua vida no Palmeiras em 2012 e começou a despontar em 2014, pelo time sub-17. Foram apenas dois anos no profissional e uma ascensão meteórica: dois títulos nacionais, a artilharia no elenco em 2016 e a venda de R$ 115 milhões para o Manchester City (ING).

A decisão pelas férias a partir de agora foi tomada em conjunto com o clube inglês e o Palmeiras. Ele deve se apresentar a Pep Guardiola em janeiro, mas já está pensando no retorno ao Allianz Parque e à Academia de Futebol, desta vez como amigo e torcedor.

- Desde que eu subi para o profissional todos me tratam muito bem, sempre foram muito educados comigo, pessoas do bem. Aqui no Palmeiras o ambiente é excelente, uma das coisas que chamam mais a atenção, porque todos são amigos. Agradeço por tudo que fizeram por mim. E eu falo sempre que assim que pisar no Brasil um dos primeiros lugares que irei será o Palmeiras, seja aqui no CT ou para ver jogo. Lógico, se me convidarem (risos). Já jogando a pressão para eles também, já perguntei se vão me barrar na porta. Agradeço por tudo - completou o jogador de 19 anos.

Gabriel Jesus termina a temporada com 21 gols em 48 jogos - ao todo, são 85 partidas pelo Verdão e 28 gols. Agora camisa 9 da Seleção Brasileira, o atacante fez sua última partida pelo time que o formou contra a Chapecoense, no dia em que o Palmeiras conquistou o título brasileiro. Durante a festa, ele repetiu o discurso do ídolo Marcos e pediu: "não esqueçam de mim". Ele fez o mesmo pedido na entrevista desta manhã.

- Deixo meus agradecimentos (à torcida), pelo que fizeram por mim, por cada grito, cada incentivo, cada elogio, cada crítica. Deixo meus agradecimentos e minhas sinceras desculpas se algum dia fiz algo que não deixou o torcedor feliz. Eles têm de estar felizes. Eu já fui torcedor e sei como é você trabalhar o mês todo para ir ao estádio ver seu time jogar, dar show, ser campeão. Deixo minhas sinceras desculpas por algo que não fiz, e falar como o Marcos falou, para não esquecer de mim, que não vou esquecer deles - encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos