Presidente Nepomuceno assume culpa por ano sem títulos no Galo

Por todos os investimentos feitos pelo Atlético Mineiro o ano de 2016 prometia conquistas e taças na sala de conquistas do Galo mas não foi bem isso que aconteceu. O Campeonato estadual foi perdido para o rival América, no Brasileiro apenas a quarta colocação na tabela e por fim o vice-campeonato na Copa do Brasil que originou a saída de Marcelo Oliveira fecharam o ano.

Nas palavras do presidente Daniel Nepomuceno, o mérito (ou a culpa) pelos insucessos é toda dele:

- Ficamos muito aquém do que eu esperava. A responsabilidade é toda minha. Agora é botar a cabeça para pensar e trabalhar dobrado ano que vem. Vamos confiar no trabalho que o Diogo mostrou e no Roger, que está chegando. Vamos focar para manter o elenco e reforçar nas posições que a gente precisa. - analisou.

O foco agora é todo na Copa Libertadores, quinta participação consecutiva do galo, assim pensa seu presidente: - Saímos tristes, decepcionados, porque tínhamos uma expectativa muito grande. Foi feito um investimento altíssimo e agora é pensar em manter. Tem muito time olhando os jogadores. Temos quase dois meses para começar a Libertadores. É a quinta consecutiva. Ano que vem não vamos mudar nada, vamos trabalhar dobrado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos