Santos rompe com 'vizinho' e perde parte de terreno para nova arena

O sonho do presidente santista Modesto Roma Júnior de construir um novo estádio para o Peixe sofreu uma alteração nesta semana. Com a decisão do Conselho Deliberativo da Portuguesa Santista em não aceitar a parceria com o "vizinho" em troca de um estádio próprio com outra construtora, o Santos perdeu uma parte do terreno para construção de sua arena.

No projeto inicial, o estádio santista seria construído em parceria com o Clube dos Portuários e com a Briosa com terreno que pertence às partes envolvidas e mais uma parte que corresponde à União. Com a saída da Portuguesa Santista, que detinha uma área que interessa ao projeto alvinegro, o terreno será menor. E a decisão não agradou ao Santos.

Irritado com a decisão do rival, Modesto Roma Júnior rompeu a parceria que tinha de empréstimo de jogadores do Santos B à Portuguesa Santista. Este ano, o Peixe cedeu atletas para a disputa da Quarta Divisão do Paulistão, torneio que a Briosa inclusive conquistou na temporada, e pretendia renovar a "concessão". Mas agora não há mais acordo.

Agora, a tendência é de que o técnico Kleiton Lima, do time B, tenha todos os jogadores à sua disposição para a sequência dos treinamentos da equipe. Jean Chera, que anunciou pausa recentemente na carreira mas já voltou à ativa, chegou a incorporar o elenco da Briosa durante o Paulistão.

Em entrevista concedida ao LANCE! em agosto, o dirigente santista garantiu que a ausência da Portuguesa Santista no projeto de nova arena para a cidade não interferiria nos planos de construção, uma vez que a maior parte do terreno a ser usado para construção pertence à União e aos Portuários.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos