Aniversário de 97 anos de Dualib reúne figuras influentes do Timão

Um restaurante da capital paulista recebeu figuras influentes da política do Corinthians na noite desta quinta-feira, em celebração ao aniversário de 97 anos de Alberto Dualib, que foi o mandatário máximo do clube entre 1993 e 2007. Em meio ao processo de impeachment contra o atual presidente, Roberto de Andrade, que tramita no Conselho Deliberativo do Timão, diversas alas e diferentes grupos se reuniram em conversa amistosa, segundo relatos.

Uma foto que circulou nas redes sociais chamou atenção justamente pela diversidade de correntes políticas representadas: Paulo Garcia, Andrés Sanchez, Alberto Dualib, Roberto de Andrade e André Luiz Oliveira, o André Negão. Entre os nomes, um nome forte da oposição, dois ex-presidentes - sendo um que renunciou para evitar o impeachment -, o atual mandatário e seu vice, que é fortemente ligado a um dos ex-presidentes.

Nas últimas semanas, Roberto de Andrade tem dado prioridade à aproximação com figuras influentes da política do Corinthians. Ele enfrenta um pedido de impeachment que partiu de 63 conselheiros, já entregou sua defesa na última quarta-feira e agora aguarda a elaboração do parecer da Comissão de Ética e Disciplina do clube. A leitura interna é de que o processo de impedimento tem caráter mais político do que jurídico, e por isso Andrade tem procurado articular alianças nos bastidores - até mesmo Paulo Garcia, tradicional líder da oposição, tem se aproximado da gestão nos últimos tempos.

Alberto Dualib completa 97 anos no próximo dia 14 e ganhou uma festa de aniversário na pizzaria. Apesar de afastado da presidência desde 2007, ele ainda tem fortes ligações com a política do Corinthians e é visto como figura influente em momentos de crise. Ele foi presidente por 14 anos, mas renunciou ao cargo após ameaças de impeachment por conta de denúncias de lavagem de dinheiro na época da parceria com a MSI e foi sucedido por Andrés Sanchez. Depois do atual deputado federal vieram Mário Gobbi, hoje afastado da política do Corinthians, e enfim Roberto de Andrade, com mandato até fevereiro de 2018.

Andrés, Gobbi e Andrade fazem parte da chapa chamada "Renovação e Transparência", que neste ano sofreu com problemas internos. Os maiores efeitos se deram nas saídas de dirigentes de áreas importantes, como jurídico, futebol, comunicação e marketing.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos