Oswaldo ouve que segue em 2017 e diminui férias para planejar Timão

A conquista ou não de uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores pode mudar o planejamento em relação aos reforços, mas não acarretará alteração no comando técnico do Corinthians. Pelo menos foi isso que ouviu Oswaldo de Oliveira, contratado pelo clube há menos de dois meses, da diretoria do clube.

- Tenho contrato até dezembro do ano que vem e vou dar continuidade - limitou-se a dizer o técnico nesta sexta-feira.

Oswaldo foi uma escolha pessoal do presidente Roberto de Andrade e, inclusive, um dos motivos do desgaste político do mandatário nos bastidores do Parque São Jorge. Como via o treinador, então no Sport, como nome ideal para o momento do Timão por conta do conhecimento do clube e do trabalho de campo, Andrade está disposto a dar sequência em 2017.

Em oito partidas até o momento, Oswaldo tem aproveitamento de apenas 41,5% dos pontos. Apesar do número ser baixo, o treinador fez o Corinthians pular da nona à sétima posição do Brasileiro em seu período no comando. A distância para o G6 é de apenas um ponto e a vaga na Libertadores ainda é possível. O treinador, aliás, encara a conquista desta vaga como uma resposta aos críticos e a certeza de um fim de ano, uma pré-temporada e um início de 2017 um pouco mais calmos.

- É uma ambição e uma determinação. Acima de tudo uma vontade muito grande que temos. Então vamos buscar, fazer o que for possível. Quanto maior o obstáculo, maior a preparação para ele. E nós queremos esse obstáculo - diz o comandante.

A vaga na Libertadores depende de uma vitória sobre o Cruzeiro neste domingo e também de tropeço de Atlético-PR ou Botafogo, que enfrentam Flamengo e Grêmio, respectivamente. Com ou sem esta vaga, Oswaldo já está à frente do planejamento para 2017.

Ele decidiu encurtar suas férias em uma semana e depois da partida contra a Raposa ainda permanecerá pelo menos até o dia 16 a serviço do clube, em contato com possíveis reforços e os dirigentes Roberto de Andrade, Alessandro e Flávio Adauto. O Timão de 2017 sairá dos planos traçados pelos quatro.

Com Oswaldo, o Timão espera ambições maiores que o G6 no ano que vem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos