Com defesas importantes, Sidão se despede do Botafogo: 'Sair até dói'

Pelo menos três defesas providenciais. Sidão voltou a ser importante na vitória alvinegra por 1 a 0, na Arena do Grêmio. Na comemoração pela vaga garantida na Libertadores do ano que vem, o arqueiro botafoguense se despediu do clube - acertado com o São Paulo - e falou do carinho que recebeu durante esta sua passagem em General Severiano, onde chegou em maio deste ano.

- Sair assim do Botafogo até dói, pelo carinho que recebi dos torcedores. Mas pude fazer parte disso, sou muito grato ao clube. O São Paulo negociou diretamente com o Audax, fiquei até sem opção - disse o arqueiro, que ainda destacou o feito conquistado com a classificação para a Libertadores.

- Foi a despedida sim, porque é o último jogo. Estou feliz de entrar na história do Botafogo com a quinta participação do clube na Libertadores, um clube centenário. Pudemos cooperar com isso - completou o goleiro do Botafogo.

Em 35 jogos com a camisa do Botafogo, Sidão sofreu 38 gols. Destas partidas, em 15 delas o arqueiro saiu de campo sem ser vazado. Ele chegou ao clube para disputar posição com Helton Leite, que não vinha conseguindo substituir à altura o capitão Jefferson, que teve que passar por cirurgia. Agora, ele vai para o São Paulo, enquanto Gatito Fernández chega em General Severiano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos