Corintianos lembram desempenho em 2016, mas admitem frustração

A derrota por 3 a 2 para o Cruzeiro definiu a ausência do Corinthians na Copa Libertadores de 2017. A missão era difícil e o time não dependia só de si para garantir a classificação, mas os jogadores confiavam no êxito.

Apesar de buscarem a vitória e acreditarem que poderiam reverter a situação, Uendel admitiu que o desempenho ao longo do campeonato contribuiu para o fracasso no objetivo.

- A gente tinha que ter dado mais, não foi só por esse jogo, faltou consistência durante o campeonato, perdemos pontos preciosos em casa que fizeram falta no final. Começamos bem no segundo tempo, fizemos o 2 a 1, mas tivemos duas bobeiras e o jogo virou, fica difícil correr atrás. O Sentimento é de muita frustração - lamentou.

Marlone foi outro que citou os erros nas rodadas para explicar o fato de não ter alcançado a classificação para o torneio continental, mas diz não querer usar isso como desculpa e pede foco em 2017.

- Muitas coisas aconteceram este ano, mudanças de treinadores, muitas coisas mudaram, isso não é desculpa, porque quem veste a camisa do Corinthians tem que honrar, o lugar do clube é lá em cima, mas agora é pensar em 2017 - afirmou.

O Timão terminou a competição na sétima posição com 55 pontos, dois a menos que o Atlético-PR, o último a garantir vaga na Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos