Flamengo encara o Atlético-PR com tabu que vale muito ser quebrado

O Flamengo entra em campo neste domingo, às 17h, contra o Atlético-PR, pela última rodada no Brasileirão, na Arena da Baixada. Apesar do gosto amargo por ter ficado sem o título, o Rubro-Negro ainda tem uma motivação no campeonato, já que com a segunda posição lucrará mais com a premiação. Para isso, terá que quebrar um jejum de 42 anos sem vencer o adversário no Paraná pela competição nacional.

A CBF estipulou a premiação para os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro da seguinte forma: o campeão leva R$ 17 milhões. O vice ficará com R$ 10,7 milhões, enquanto o terceiro colocado terá direito a R$ 7,3 milhões e o

quarto a R$ 5,3 milhões.

Atualmente na segunda posição, o Flamengo deixaria de arrecadar R$ 3,4 milhões se não conseguir terminar com o vice-campeonato. A ameaça é o Santos, terceiro colocado, que está a apenas dois pontos, e encara o América-MG na Vila Belmiro, também às 17h.

Para terminar com o vice dependendo só de si, o Fla precisa da vitória contra o Furacão no Paraná. A última vez que isso aconteceu foi em 1974. Desde então - mesmo na Era de ouro de Zico & Cia - poucos empates e muitos fracassos

Alguns fatores complicam ainda mais o Flamengo, como o desfalque de Diego, grande nome do time, que está suspenso. Além disso, terá que superar o gramado sintético da Arena da Baixada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos