Romário e Geovani reeditam parceria em jogo beneficente no Espírito Santo

No estádio Engenheiro Araripe, em Cariacica, juntos, Romário, Sávio, e outros craques do futebol, se reuniram para um amistoso para um evento em solidariedade aos autistas na terceira edição do evento Gol Azul.

Nas arquibancadas, camisas de diversos clubes do país: Chapecoense, Vasco da Gama, Fluminense, Botafogo, Palmeiras, Desportiva, Rio Branco... Mas as cores predominantes no estádio eram rubro-negras do Flamengo, clube por onde o 'Baixinho' e Sávio brilharam juntos e deram alegria aos flamenguistas.

Antes do apito inicial, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente aéreo que envolveu a delegação da Chapecoense e deixou 71 mortos e 6 feridos no último dia 29 de novembro, na Colômbia. Uma faixa foi levada a campo com o escudo da equipe ao lado do emblema do Gol Azul. A torcida também homenageou a Chapecoense com gritos de "vamos, vamos, Chape!".

Com a bola rolando, os alvos da atenção dos torcedores foram Romário e Sávio, que retribuíram em grande estilo após tabelinha e finalização de Sávio para sacudir o barbante. "A gente viveu tantas vezes isso no Flamengo. Quando se tem a oportunidade de participar de um evento assim com o Romário e ainda fazer gol com um passe dele, depois de 19 anos, é sempre legal", afirma Sávio.

A partida levou a campo estrelas do futebol como Aldair (Ex-Rio Branco e Flamengo), Fábio Braz (Ex-Vasco), Marquinhos Capixaba (Ex-Fluminense), Pierre (Ex-seleção brasileira de beach soccer), Adilio (Ex-Flamengo), Duda (beach soccer), Rafinha (beach soccer), Buru (beach soccer), Vitinho (América-MG), dentre outros.

Bortolini havia confirmado ao Folha Vitória a presença de Zico no evento, que não compareceu devido a uma lesão do Galinho. "É uma perda grande para o evento. Mas foi por conta de uma lesão, que ocorreu quando ele foi jogar uma pelada de costume no CFZ. Ele sofreu uma lesão no tendão de aquiles que o deixou de molho", lamentou.

Também estavam presentes o ex-jogador Geovani Silva, que foi um dos mais ovacionados pela torcida, e o lutador de MMA Erick Silva, que teve como destaque seu belo gol de voleio. O placar final entre o time Carinho (Time Azul) e o time Cuidado (Time Branco) terminou empatado em 3 a 3. Os nomes dos times foram colocados em alusão aos tratamentos que se devem ter com pessoas com autismo.

Gol Azul

Para quem não conhece, o Gol Azul é um projeto em parceria da Associação dos Amigos dos Autistas do Espírito Santo (Amaes) em prol dos autistas e tem como objetivo levantar a causa desse distúrbio levando conhecimento sobre o autismo para as pessoas. Através do jogo beneficente, a Amaes, que vive de arrecadações, receberá a doação de todos os fundos arrecadados.

Romário e Sávio ressaltaram a importância em abraçar a causa do autismo. "A gente está fazendo um trabalho muito legal levantando essa causa através do Gol Azul, mas sem a presença do público, fica impossível torná-lo ainda melhor. Fico feliz com o comparecimento da torcida", diz Sávio. "Quero parabenizar o Sávio por essa ação. A gente sabe que as pessoas com deficiência são vistas com um pouco de diferença no Brasil. Mas graças a Deus existem pessoas como ele, que sabem que eles necessitam de todo o tipo de ajuda", finaliza Romário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos