'Rebaixamento de Inter marca a última rodada do BR'

Acabou a temporada de futebol no Brasil. No último final de semana, a 38ª rodada do Brasileirão encerrou o campeonato com rebaixamento de clube grande e arrancada de times que começaram deixando dúvidas sobre sua permanência na Série A, que ao final conquistaram boas posições.

Especialistas do LANCE! opinaram sobre a atuação dos clubes. Acompanhe abaixo o ponto de vista dos profissionais sobre o final do Brasileirão 2016.

EDUARDO MANSELL

A última rodada teve como fato mais marcante o rebaixamento do Inter. Lamentável não apenas pela apatia do time no jogo contra o Fluminense, mas também pelo desempenho de sua diretoria nos dias que antecederam ao confronto. O Botafogo e o Atlético-PR, de forma merecida, conseguiram confirmar a vaga na Libertadores. A regularidade do Furacão e a arrancada do Botafogo são dignas de aplausos. O Flamengo deixou escapar o vice para o Santos, que teve um jogo bem mais tranquilo e soube tirar proveito.

JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO

O Brasileirão não foi dos melhores, com raríssimas exceções, caso do Palmeiras, que passeou na competição, do Santos, que aprendeu a jogar bem também fora de casa, e do Flamengo, que viveu bons momentos com Zé Ricardo, mesmo com a pressão e as críticas de parte da mídia e da torcida. O Palmeiras confirmou seu favoritismo e o bom trabalho de Paulo Nobre e Cuca, um baita treinador. Mesmo na última rodada, já campeão, mandou bem diante do Vitória.

No torneio não vi nenhuma novidade tática e o nível da arbitragem poderia ter sido melhor.

Um ponto negativo foi a mudança de regras para a Libertadores no meio do torneio. Ou no final até. Oito brasileiros na competição banaliza a briga pelas primeiras colocações. Tira a graça.

Mesmo assim está de parabéns o Botafogo, que ganhou muito com a saída de Ricardo Gomes e cresceu com Jair Ventura. Vai para a Pré-Libertadores.

O São Paulo foi mal no Nacional, apesar dos 5 a 0 de ontem. Mas já era esperado que não iria bem, assim como o Fluminense, que não conseguiu se manter na briga pelas primeiras colocações e tem um time apenas razoável. Os dois foram vítimas também das disputas políticas internas e de problemas de vestiário.

Decepções foram Corinthians, destroçado em 2016 e numa baita crise política, e Internacional.

O time gaúcho cometeu uma série de erros dentro e fora dos campos e conseguiu a proeza de ser rebaixado. Ontem no Rio foi a própria apatia em campo. Seguiu direitinho a cartilha para descer à Série B. Rebaixamento triste, mas merecido.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos