Ministério Público do RJ denuncia tricolores por ofensas a colorados

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou dois torcedores do Fluminense que aparecem no vídeo que viralizou após a partida diante do Internacional, no domingo. São eles Bruno Vargas da Costa e Antonio Neto, que no trem retornando de Edson Passos, local do jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, ofendem e hostilizam um grupo de três colorados.

De acordo com o site da ESPN, Bruno Vargas da Costa e Antonio Neto foram incursos nas penas dos artigos 41-B da Lei nº 10.671/03 (promover tumulto, praticar ou incitar a violência num raio de cinco mil metros ao redor do local de realização do evento esportivo, ou durante o trajeto de ida e volta do local da realização do evento);e artigo 140 (Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro), parágrafos 2º e 3º .

Para o primeiro artigo, a pena é de reclusão de 1 (um) a 2 (dois) anos e multa. Para o segundo, detenção, de três meses a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência (prevista no segundo parágrafo, de "Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes") e reclusão de um a três anos e multa (prevista no terceiro parágrafo, de "Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência") .

Após o lamentável ocorrido, o Fluminense publicou uma nota oficial repudiando e condenando o ato. Além disso, o clube ajudou no reconhecimento dos tricolores, que não são sócios do Tricolor das Laranjeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos