Com ídolos, Botafogo lança 'Bíblia'; mais de 200 exemplares são vendidos

Na noite desta terça-feira, foi lançada a "Bíblia do Botafogo". O livro, escrito pelos jornalistas Julio Graco e Octavio Azeredo, começou a ser vendido numa cerimônia no salão nobre de General Severiano, com a presença de ídolos de várias gerações do Glorioso, como Amarildo, Maurício e Wágner. Mais 200 exemplares do livro foram vendidos em pouco mais de três horas de evento. O presidente do Alvinegro, Carlos Eduardo Pereira, também esteve presente.

- É uma obra muito importante, de referência para os botafoguenses. O futebol brasileiro é muito carente de literatura. Para quem quiser conhecer de forma mais abrangente a história do Botafogo, recomendo o livro sem dúvida alguma - valorizou o mandatário.

Além dos recém-promovidos ao time profissional Pachu e Renan Gorne, outros que autografaram a obra foram Carlos Roberto, ex-jogador e ex-treinador da equipe, e os também ex-jogadores Adalberto e Afonsinho. Os autores do livro mostraram orgulho pelo lançamento e pela presença dos ídolos.

- Falar de Botafogo, ao mesmo tempo que é muito fácil, é muito difícil. Nós nos comprometemos a falar de toda essa história é prazeroso, mas é um compromisso grande com um clube que tem uma grande história. Fomos procurar coisas que não sabíamos. Estar com esses caras é um orgulho imenso. O Botafogo nos proporciona um orgulho imenso - explica Octavio Azeredo.

Os jornalistas botafoguenses Guilherme Marques e Guilherme van der Laars, mortos na queda do avião da LaMia e velados no mesmo salão nobre do Glorioso, foram lembrados. Os rostos deles estavam numa faixa com a frase "Vocês fazem parte desta história".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos