À espera de Colmán, São Paulo busca redenção paraguaia após 70 anos

  • Divulgação

O São Paulo já contou com 73 jogadores estrangeiros em sua história. Os argentinos, com 25 representantes, são os líderes do ranking e do atual elenco, com Julio Buffarini e Andres Chavez. Os uruguaios, com 16, têm os maiores ídolos gringos no time tricolor. Em terceiro lugar, o Paraguai está perto de seu sétimo atleta no clube paulista, deixando o Chile para trás e, acima de tudo, tentando recuperar prestígio perdido nos últimos 70 anos no Morumbi.

A redenção paraguaia pode vir por Cristian Colmán, atacante de 22 anos que defende o Nacional (PAR) e deve ser o terceiro reforço são-paulino para 2017. Depois de fechar com Wellington Nem e Sidão, a diretoria aguarda resposta dos cartolas paraguaios e do centroavante ainda nesta semana, como contou ao LANCE! Juan Carlos Galeano, presidente do Nacional.

"Temos conversado e faltam coisas para termos uma definição. Assim que tivermos uma resposta, entrarei em contato com o presidente do São Paulo (Carlos Augusto de Barros e Silva). Muito provavelmente nesta sexta-feira", disse.

O faro de gol mostrado por Colmán na última temporada é a esperança para retomar os dias de glória de paraguaios no São Paulo. Apenas um dos seis que já defenderam o time tricolor foi campeão. Rubén Barrios, que atuou entre fevereiro de 1944 e outubro de 1947 e foi bicampeão paulista em 1945 e 1946. Além dele, apenas dois duraram mais de um ano: Cecílio Martinez, entre abril de 1963 e abril de 1965, e Nestor Isasi, entre abril de 1997 e janeiro de 1999.

A última aposta paraguaia aconteceu em julho de 2011, quando o então presidente Juvenal Juvêncio tirou Iván Piris do Cerro Porteño (PAR) após boa participação na Copa América na marcação a Neymar - o Brasil foi eliminado justamente pelo Paraguai. O lateral-direito passou 11 meses no Tricolor sem se firmar como titular e marcado por expulsão após série de dribles de... Neymar!

OS PARAGUAIOS

Rubén Barrios
Fevereiro de 1944 a outubro de 1947. Ex-Boca Juniors (ARG). Campeão paulista em 1945 e 1946.

Cecílio Martínez
De abril de 1963 a abril de 1965. Era do Nacional (PAR).

"Paraguaio" - Carlos Assim Safuán Garcia
Jogou entre agosto de 1968 e janeiro de 69. Veio do Mariscal Lopez (PAR).

Nestor Isasi
De abril de 1997 a janeiro de 99. Era do Guaraní (PAR).

Celso Ayala
Zagueiro atuou no São Paulo entre setembro e novembro de 2000. Chegou do Atlético de Madrid (ESP).

Iván Piris
Lateral entre julho de 2011 e junho de 2012. Chegou do Cerro Porteño (PAR).

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos