Cruzeiro busca alternativas por acordo com Marcelo Moreno

O Cruzeiro trabalha com a possibilidade de repatriar Marcelo Moreno, atualmente no Changchun Yatai, da China. O problema, contudo, é a pedida salarial do centroavante.

O jogador pretende receber o vencimento que ostenta no futebol asiático - cerca de R$ 1 milhão por mês. Os mineiros, por outro lado, têm um teto salarial - R$ 500 mil mensais - e não pretendem ultrapassá-lo em 2017.

A diretoria mineira trabalha com duas possibilidades: pleitear uma redução do estrangeiro ou encontrar um parceiro a fim de viabilizar o acordo.

Apesar do entrave financeiro, há um ponto favorável à Raposa. O contrato de Moreno com o Changchun Yatai se encerra em 31 de dezembro. O clube celeste, portanto, não precisa pagar uma compensação financeira pela liberação do atacante, basta entrar em acordo com o empresário Fabiano Farah, responsável por agenciar a sua carreira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos