Em busca de reforços para a próxima temporada, Bahia mira meia-atacantes

Segundo Helmute Lawisch, presidente do clube matogrossense, o vice-presidente do Bahia, Pedro Henriques, entrou em contato interessado em Osman. O dirigente do Luverdense assumiu não estar satisfeito com propostas baratas que os times maiores fazem aos jogadores do Coelho, "Ele nos ofereceu um projeto pelo Osman, mas não queremos mais saber de projeto algum. Se alguém quiser o Osman, vai ter que pagar por ele".

R$1,2 milhão é o preço que o presidente estaria pedindo para liberar Osman, o que fez o Bahia desanimar da contratação.

Outro jogador especulado é o meia Lucas Mugni, do Flamengo. O jogador foi emprestado ao Newell's Old Boys, mas voltou ao Rubro-Negro após 19 jogos pelo clube argentino. Rodrigo Caetano, executivo de futebol do Flamengo, disse que o meia está disponível para negociações e aguarda o contado do Bahia se houver interesse.

Enquanto isso, dirigentes do Urubu aguardam a decisão final da direção do Tricolor sobre a renovação de contrato com Luiz Antônio, volante emprestado pelo Flamengo, "Até pela preferência do atleta e pelo Bahia ter sido muito correto durante o empréstimo dele, decidimos dar prioridade ao clube, e estamos dentro deste prazo ainda. Espero que a gente chegue logo a um acordo sobre o Luiz", disse Rodrigo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos