Dando primeiros passos após tragédia, Neto pode voltar a treinar em até 120 dias

Último a ser resgatado com vida na tragédia da Chapecoense, o zagueiro Neto teve uma evolução satisfatória segundo o médico responsável, Marcos Sonagli. No último sábado, o jogador deu seus primeiros passos dentro do hospital em Chapecó, com auxílio de um colete cervical.

Neto está se recuperando de uma lesão na quinta vértebra da coluna cervical e segundo Sonagli, que detalhou a situação médica, tudo ocorreu dentro da normalidade:

- Hoje (domingo) nós temos boas notícias. Ontem (sábado) à noite, o Neto deu os primeiros passos. Isso é muito importante porque o Neto tem uma fratura na quinta vértebra lombar, que inicialmente é com tratamento conservador, sem precisar de cirurgia. Ele tem usado um colete para dar suporte, proteção para a coluna lombar. Ele conseguiu caminhar com um pouco de auxílio e não teve dor na região lombar. Ele tem falado que quer voltar a jogar. Isso ele deixa bem claro.

O médico também comentou que o zagueiro quer rever a família e que entre 90 e 120 dias, Neto voltará aos treinamentos com a camisa da Chape:

- Mas a primeira intenção dele é ir para casa. Ele quer ter contato com a família, os filhos já vieram e tudo mais. Ele quer jogar e como a fratura dele é de tratamento não cirúrgico, ele vai ter que usar o colete por, pelo menos, 90 dias. Eu acredito que ele já possa estar treinando, dependendo das lesões associadas aos membros inferiores, entre 90 e 120 dias. De três a quatro meses. Mas o Neto é mais um guerreiro. Ele sempre surpreende a gente e é difícil dar uma data porque normalmente eles sempre conseguem mais do que a gente imagina. Eu estou torcendo para isso acontecer também. - explicou Marcos Sinogli.

Após Alan Ruschel, o próximo a deixar o hospital deverá ser o jornalista Rafael Henzel. Nessa segunda, Henzel passará por uma avaliação para conferir o quadro infeccioso, e caso não seja detectada nenhuma regressão, ele deverá ter alta - mesmo com lesões - como explica a médica Juliana Foresti:

- (Henzel ainda tem) Algumas lesões nos dois membros inferiores que precisam ser fixadas, mas o que não vai ser feito agora.

O goleiro Jacson Follmann passará por outra cirurgia, dessa vez no tornozelo esquerdo. Follmann teve parte da perna direita amputada ainda na Colômbia. O médico Rovani Camargo explicou o procedimento no qual Follmann será inserido:

- A lesão que o Follmann teve foi uma fratura luxação do tornozelo, uma lesão no talus. O talus é osso do tornozelo que faz a principal articulação com a tíbia. Ele vai ter que ser submetido a um reparo dessa lesão. Provavelmente será feita uma artrodese, fixação do tornozelo em uma posição funcional para ele manter um padrão de caminhada. Manter o pé em uma posição funcional para ele ter um futuro aí funcional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos