De olho em Hudson, Mano abre caminho para Neilton ir ao São Paulo

O técnico Mano Menezes, do Cruzeiro, explicou nesta quarta-feira por que aceita liberar o atacante Neilton em uma possível troca com o volante Hudson, do São Paulo. O são-paulino é um desejo antigo do clube mineiro, e as diretorias conversam sobre o assunto. Segundo Mano, a quantidade de jogadores na posição de Neilton aponta para sua liberação como moeda de troca.

- Existe jogadores muito valorizados no mercado. E você só consegue outros se abrir mão de alguns dos seus. O Cruzeiro tem número grande de atacante de lado de campo, posição que o Neilton ocupa. Dentre as prioridades, podemos abrir mão de um ou outro - disse Mano, em entrevista à ESPN.

Hudson, de 28 anos, já conversa com dirigentes do clube mineiro e tem situação mais adiantada. O técnico Rogério Ceni acenou que contaria com ele para o elenco de 2017, mas o jogador está disposto a respirar novos ares. Se o Tricolor se alinhar com Neilton é provável que o negócio saia. O atacante de 22 anos, formado no Santos, disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Botafogo e marcou oito gols na competição.

O São Paulo também tinha interesse em contar com o lateral-esquerdo Mena, ligado ao Cruzeiro até dezembro de 2017, mas a negociação é difícil de sair. Isso porque a liberação do chileno exige uma compensação financeira - um milhão de euros (R$ 3,7 milhões) em quatro parcelas - que o Tricolor não está disposto a pagar para continuar com o jogador que teve emprestado durante esta temporada. Os paulistas só aceitariam mantê-lo se não tivessem que pagar, apenas com os salários.

Vale lembrar que tanto Cruzeiro, com a saída de Thiago Scuro, quanto o São Paulo, com o retorno de Marco Aurélio Cunha à CBF, ainda não possuem diretor-executivo para a temporada 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos