Base forte: títulos e nomes dentro do elenco marcam o 2016 do Botafogo

Campeão Carioca e Brasileiro no Sub-20. Além das conquistas em outras categorias, como o título da Cruzeiro Cup (antiga BH Cup) pelo Sub-15. O ano de 2016 foi de conquistas para a base alvinegra, além do reconhecimento pelo bom trabalho desenvolvido com os jovens do Botafogo nos últimos anos.

- Acho que 2016 foi um ano extremamente positivo, não só pelos resultados alcançados em competições, pois sem dúvidas, nos últimos 40 anos a gente não teve nada próximo comparando ao de 2016, mas também em relação ao trabalho desenvolvido, onde vamos procurar cada vez mais elevar o patamar -afirma Manoel Renha, diretor geral da base alvinegra, em entrevista para o site oficial do Botafogo. Ele ainda completa, falando do novo parâmetro da base:

- Quando você faz um ano como esse, ele passa a servir como parâmetro e o grande desafio é se manter sempre no topo. Acho que no geral foi um ano que superou as nossas expectativas, o que deixa a gente muito satisfeito - afirma.

Emerson foi titular durante grande parte da temporada. Leandrinho foi um nome importante dentro do elenco, ganhando cada vez mais espaço. E agora a tendência é pelas oportunidades para a nova safra que subiu, que inclui nomes como Renan Gorne, Matheus Fernandes, Yuri, Bochecha e Marcelo. Pachu, que também vem da categoria Sub-20, ganhou chance na última rodada, contra o Grêmio, em partida que valia a classificação do Botafogo para a Libertadores.

- Foi um ano muito bom no sentido de resultados, só que o nosso objetivo principal, claro que é colocar os jogadores no profissional e a gente teve êxito nisso também. Foram mais de 10 atletas absorvidos, essa é a nossa maior vitória, para isso que estamos aqui. Mas é claro que os títulos na base são fundamentais para se formar um jogador com uma mentalidade vencedora. Além disso, também tivemos inúmeras convocações para as seleções de base, tanto de profissionais quanto de atletas, o que válida ainda mais a qualidade do trabalho feito aqui - disse o gerente geral da base, Eduardo Freeland, ao site.

O próprio presidente Carlos Eduardo Pereira doi outro que destacou o novo espaço dos jovens que subiram após o título brasileiro nos profissionais.

- A expectativa com o Jair é essa. Tanto o Pachu, Matheus Fernandes, Yuri, Gustavo... queremos todos bem entrosados com o elenco principal para fazer uma nova avaliação - destacou o mandatário, em exclusiva ao LANCE!.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos