'Sem pressão para ganhar', atacante do São Paulo sonha com a Copinha

Os cinco títulos conquistados pelo time sub-20 do São Paulo em 2016 fazem com que os atletas se sintam mais leves na luta pelo tetracampeonato na Copa São Paulo de Juniores. Exemplo disso é o discurso do atacante Caíque, que completa uma década no CFA Laudo Natel, em Cotia, e quer rechear ainda mais o currículo vencedor na base tricolor.

- Pressão, só de jogar no São Paulo existe, e é boa, mas não temos pressão para ganhar, resultado é consequência do nosso trabalho. Estamos tranquilos e vamos em busca da Copa São Paulo - opinou.

Caíque, ao lado do meia Shaylon, era um dos titulares mais novos do sub-20, com apenas 18 anos - chegará a 19 somente no dia 14 de junho de 2017. Desde o time sub-9, passou pela lateral-esquerda, chegando até à Seleção Brasileira sub-17, mas firmou-se como uma das maiores promessas de Cotia quando o técnico André Jardine resolveu mudar sua posição.

Ora aberto pela esquerda, ora pela direita do ataque, o garoto mostrou bom poder de finalização e assistência. Assim, foi o terceiro artilheiro do elenco sub-20 nesta temporada, com 14 gols, atrás de Shaylon (23) e Pedro (22).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos