Riquelme lamenta saída de Tevez para o futebol chinês: 'Insubstituível'

Os valores pagos pelo Shanghai Shenhua de salários para convencer Tevez a se mudar para a China chamaram a atenção de todo o mundo. Na Argentina, não poderia ser diferente. Um dos maiores ídolos da história do Boca Juniors, o meia Riquelme exaltou a importância do Apache para o futebol no país.

- Tevez é insubstituível para nosso futebol. Meu filho Agustín gostaria de vê-lo por muito mais tempo jogando em nosso clube. Mas agora temos que ter a confiança no treinador para ver ver como ele irá armar a equipe e torcer para que possam jogar bem - disse, à "Fox Sports".

Além de exaltar o ex-companheiro, Riquelme admitiu que é difícil recusar uma proposta com tais valores, principalmente porque Tevez, com 32 anos, está na reta final da carreira.

- Cada um decide as coisas de sua vida a sua maneira. Mas como se tem uma certa idade, espero que desfrute muito em jogar na China o tempo que conseguir.

Tevez vai ganhar no Shanghai Shenhua algo em torno de 40 milhões de dólares (R$ 130 milhões) por ano, em um contrato de duas temporadas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos