Presidente do Fluminense comenta saída de Cícero para o São Paulo

O presidente Pedro Abad explicou melhor a saída de Cícero para o São Paulo. Após rumores de que o clube seguiria pagando parte do salário do atleta, Abad falou sobre negociação que foi tratada como uma rescisão amigável, interessante para os dois lados, e que dinheiro pago ao jogador seria das parcelas do desligamento do clube.

- Primeiro ponto que vale ressaltar é que o Fluminense não emprestou o Cícero. O clube iniciou um processo de rescisão com o atleta, já que na avaliação da comissão técnica e também da diretoria o jogador não se encaixa no perfil pretendido para o time. É uma decisão interessante para o Fluminense e também para o atleta. A saída dele não envolve a capacidade técnica do jogador e sim a mudança de perfil para o futebol - declarou o presidente do Fluminense.

Intenção da diretoria do tricolor carioca é de reduzir a folha salarial do elenco principal. Volante foi um pedido de Rogério Ceni para a sua primeira temporada como treinador sob o comando do São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos