Com dificuldades, Santos vai atrás de 'menos badalados' e estuda argentino

Robinho, Gabigol, Cazares, Marinho, Berrío, Guerra, Luis Fabiano, Clayton... Entre todos os nomes de peso que o Santos buscou no mercado até o momento, apenas os dois últimos têm chances de chegar à Vila Belmiro para a próxima temporada. Sofrendo para encontrar um atacante de velocidade e outro centroavante, o Peixe agora mira nomes menos "badalados".

Depois de Bruno Henrique, atacante que pertence ao Wolsfburg, da Alemanha, o Santos trata também com o centroavante Ezequiel Rescaldani. O argentino de 25 anos pertence ao Málaga, da Espanha, e foi emprestado nas três últimas temporadas para Atlético Nacional (COL), Puebla (MEX) e Quilmes (ARG).

Rescaldani viria para ser uma alternativa ao titular e capitão Ricardo Oliveira. Apesar de negociação em curso por Luis Fabiano, o Peixe quer ainda ter opções caso o acordo pelo ex-jogador do São Paulo não seja firmado. A ideia da diretoria santista é buscar o empréstimo do argentino, que disputou 24 jogos e marcou quatro gols pelo Atlético Nacional.

Com a provável chegada do também centroavante Barcos, os colombianos não veem problema em abrir mão do jogador. A negociação agora deve seguir com o Málaga, clube que detém os direitos econômicos de Rescaldani e não utiliza o argentino em seu plantel desde a temporada 2014/2015.

No entanto, menos com esses jogadores "menos badalados" as conversas não tendem a ser fáceis. No caso de Bruno Henrique, por exemplo, o LANCE! revelou que o jogador pode receber mais oportunidades no Wolfsburg após a venda do alemão Julian Draxler ao PSG e esfriar um acerto com o Peixe.

Até o momento, o Santos já anunciou quatro reforços para a Libertadores: o lateral-direito Matheus Ribeiro, o zagueiro Cleber, o volante Leandro Donizete e o atacante colombiano Vladimir Hernández.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos