Fla aguarda Maracanã, mas pode disputar Libertadores na Ilha

  • Gilvan de Souza/Flamengo

O Maracanã segue sendo o plano A do Flamengo para este ano. A diretoria aguarda a definição do imbróglio que envolve a administração do estádio para definir se vai ou não voltar a jogar no Templo do Futebol. A empresa francesa Lagardère, em parceria com a brasileira BWA, disputa a concessão contra os ingleses da CSM. Este segundo grupo firmou uma parceria com Flamengo e Fluminense. Em meio à expectativa, o presidente Eduardo Bandeira de Mello diz que a equipe da Gávea pode jogar no Estádio Luso-Brasileiro na Libertadores.

"Caso não tenhamos o Maracanã na Libertadores, vamos jogar na Ilha. Existe uma relação de carinho do Flamengo com o Maracanã. Estamos muito empenhados em conseguir uma boa solução. Essa talvez seja nossa principal contratação, que não sabemos se vamos conseguir concretizar", disse o mandatário rubro-negro.

O projeto da arena do Flamengo na Ilha do Governador prevê um estádio para 20.500 pessoas. Contudo, a Conmebol exige palcos com capacidade para 30 mil pessoas nas semifinais e 40 mil na decisão da Libertadores.

Pelo Twitter, o Flamengo divulgou alguns detalhes da futura arena aos torcedores. O Setor Oeste terá uma distância reduzida para o campo, de apenas seis metros. O setor Norte, o mais popular, não terá cadeiras.

Na noite de quarta-feira, o Conselho Deliberativo do clube aprovou um pedido de empréstimo do clube de R$ 12 milhões. A quantia será usada para obras no estádio Luso-Brasileiro.

Quer receber notícias do Flamengo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos