Hunt diz que aceitou luta no UFC para que família não 'morra de fome'

Irritado com o Ultimate desde o caso de doping de Brock Lesnar dias depois da derrota sofrida no UFC 200, em julho, Mark Hunt declarou que "teve de aceitar" o confronto com Alistair Overeem pelo UFC 209 por um motivo preocupante: alimentar sua "faminta" família.

Em entrevista ao site Stuff, o neozelandês declarou que não teve escolha depois de recusar diversos combates no fim do ano passado.

- Se coloque no meu lugar. Não tenho outra opção. Não posso trabalhar em nenhum ouro lugar, então o que devo fazer? Deixar minha família morrer de fome? - afirmou o atleta, antes de criticar novamente o doping de Pesnar, que o venceu em julho.

- Não acho nem que a pena aplicada pela comissão seja dura o bastante. Ele perdeu US$ 250 mil, mas lucro cerca de US$ 2 milhões. Então como exatamente isso o afeta? - ponderou.

Brock Lesnar foi flagrado no doping dias após vencer Mark Hunt na decisão dos juízes pelo UFC 200. O caso revoltou o neozelandês que entrou em guerra contra o UFC e chegou até a cogitar entrar com um processo. Lesnar acabou punido em US$ 250 mil e suspenso por um ano do esporte.

Agora Mark Hunt encara Alistair Overeem no UFC 209, dia 4 de março, em Las Vegas (EUA). Ambos vão em busca de recuperação no octógono.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos