Além de médicos, Palmeiras demite fisioterapeutas para reformular DM

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Fotoarena

    José Rosan (2º da esquerda para direita) estava no Palmeiras desde 1991

    José Rosan (2º da esquerda para direita) estava no Palmeiras desde 1991

Além dos médicos Rubens Sampaio, Vinicius Martins e Otávio Vilhenas, cujas saídas foram anunciadas na semana passada, o Palmeiras demitiu o fisioterapeuta José Rosan em meio à reformulação que está sendo feita no departamento médico. José Eduardo Giosa de Arruda, também fisioterapeuta, já havia sido desligado no fim de 2016.

Rosan estava no Palmeiras desde 1991, enquanto Arruda havia sido contratado em 2014. Os fisioterapeutas que seguem no clube são Jomar Ottoni, contratado do Cruzeiro em 2015, e Marcelo Gondo, que chegou em 2002.

O clube fez algumas reformulações no departamento. O médico responsável pelo elenco profissional agora é Gustavo Maglioca, que vinha atuando como fisiologista. Quem assume a fisiologia é Thiago Santi, ex-preparador físico do profissional que vinha trabalhando na base.

O Palmeiras não divulgou os motivos das alterações no departamento médico, que teve resultados muito festejados no ano passado. A decisão, porém, veio da diretoria: "oxigenação e corte de gastos".

Quer receber notícias do Pameiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos