Caos! Maraca é alvo de saques, e Ferj pede 'socorro' por estádio

A degradação que assola o Maracanã ganhou um capítulo ainda mais triste na noite desta segunda-feira. De acordo com "O Globo", a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), saques foram feitos no interior do estádio. O mais recente deles, na madrugada da última segunda-feira, teria levado extintores, mangueiras, televisores e um busto de bronze em homenagem ao jornalista Mário Filho, que dá nome ao estádio.

Além de registrar um Boletim de Ocorrência, feito na 18ª DP, a Federação fez um apelo nesta terça-feira. Em entrevista ao programa "Redação Sportv", o presidente Rubens Lopes exigiu que o Governo do Rio de Janeiro assuma a responsabilidade do Maracanã para evitar maiores danos:

- Se não houver intervenção imediata do governo para impedir os saques e a destruição do Maracanã, talvez de nada adiante a nossa reunião no dia 17.

Os furtos têm sido frequentes ao estádio, a ponto da empresa que cuida da segurança ampliar de dois para dez seguranças. Segundo a Ferj, já foram levadas fiações elétricas do Maracanã.

A Ferj e os clubes se reunirão no dia 17 de janeiro para debater sobre a situação do estádio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos