Demitido de fábrica, lateral deixa time amador para atuar no Arsenal

Cohen Bramall seguia os passos de milhares de jovens pelo mundo e alimentava o sonho de ser jogador de futebol. Paralelamente enquanto buscava um lugar no modesto Hednesford Town, equipe amadora da cidade homônima, ele trabalhava em uma fábrica de carros.

- Eu estava na fábrica da Bentley por quase um ano. Era um trabalho em período integral instalando radiadores e trabalhando com grande maquinário na linha de produção. Eu fazia muitas horas e jogava pelo Hednesford Town ao mesmo tempo, indo aos treinamentos terças e quintas e jogando aos domingos. Eu estava cansado e algumas vezes batalhava para conseguir jogar - comentou o jogador, em entrevista para a "Sky Sports".

Barmall logo teve uma decepção: havia sido demitido da fábrica. No entanto, um telefonema inesperado fez sua vida dar uma guinada até então inesperada.

- Quando eles me contaram da demissão, eu precisava encontrar algo logo. Eu precisava de mais dinheiro entrando. Mas, no dia seguinte, eu recebi uma ligação dizendo que o Arsenal queria que eu comparecesse em um teste.

Quem descobriu Barmall foi o olheiro do Arsenal Brian McDermott, que assistiu a um teste do jogador pelo Sheffield Wednesday contra o Birmingham. O lateral foi bem e chamou a atenção dos Gunners. O técnico Arsène Wenger logo aprovou o seu nome após teste em Londres.

- Ele é um jovem e promissor lateral-esquerdo que tem falta de experiência em alto nível, mas que tem ingredientes fantásticos - disse.

Bramall já participou de treinamentos com o elenco principal do Arsenal. Aos 20 anos, ele deve ser melhor aproveitado no time sub-23, a fim de ganhar experiência e mais minutos em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos