Esquentou! Clubes europeus detonam decisão da Fifa: 'Razões políticas'

A oficialização da Fifa quanto ao alargamento da Copa do Mundo, que terá 48 seleções a partir de 2026, não foi bem digerida por clubes europeus.

Nesta terça-feira, dia do anúncio da entidade, a Associação dos Clubes Europeus (ECA, na sigla em inglês) divulgou um comunicado oficial, criticando veementemente a decisão "sem méritos" de mudança de formato do Mundial.

Além disso, a ECA lamentou que a atitude fosse motivada por "razões políticas, em vez de esportivas".

Confira a nota na íntegra:

"A Associação de Clubes Europeus reitera que, a princípio, não é a favor da expansão da Copa do Mundo.

Nós não vemos os méritos de mudar o formato atual com 32 seleções, que já foi provado ser a fórmula perfeita em todas as perspectivas. É questionável a urgência em tomar uma decisão tão importante, faltando nove anos para que se torne realidade, sem o envolvimento adequado das partes interessadas que serão impactadas pela mudança.

Nós entendemos que essa decisão foi tomada com base em razões políticas, em vez de esportivas. E sob considerável pressão política, algo que a ECA acredita ser lamentável.

A ECA vai analisar em detalhes o impacto e as consequências do novo formato e vai debater o assunto na próxima reunião do Conselho Executivo, agendada para o fim de janeiro."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos