China vibra com inchaço da Copa e fala em concretização de sonho

Diferente da Associação dos Clubes Europeus, a Associação Chinesa de Futebol está satisfeita com a decisão da Fifa em inchar a Copa do Mundo, que, a partir de 2026, passará a ter 48 clubes.

Em entrevista ao "Beijing Youth Daily", Cai Zhenhua, presidente da entidade oriental, se mostrou empolgado com o aumento da possibilidade da China em disputar um Mundial novamente - a primeira e única participação se deu em 2002.

- O Mundial de 2026 ainda está longe, mas podemos dizer que a China terá mais chances com o crescimento da competição, podendo voltar aos grandes palcos esportivos. É provável que o retorno da China ao Mundial deixe de ser apenas um sonho - disse Cai Zhenhua, que tem visto seu país investir pesado na chegada de jogadores e técnicos, com o intuito de popularizar o esporte.

A decisão da Fifa foi oficializada na última terça-feira. A alteração foi aprovada por unanimidade pelo Comitê Executivo. Contudo, ainda não foi informado qual será o país-sede de 26 e como as novas vagas serão distribuídas pelas confederações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos