Santos vai jogar mais vezes no Paca em 2017, mas sem assumir custos

O templo do Santos sempre foi a Vila Belmiro, mas, nos últimos anos, pode-se dizer que o Pacaembu virou a segunda casa do Alvinegro Praiano. Com melhores público e renda no estádio municipal, a diretoria do Peixe já avisou que neste ano mandará mais jogos na capital paulista. São 15 jogos de invencibilidade no estádio desde a derrota para o Ituano por 1 a 0, na final do Campeonato Paulista de 2014.

A estratégia do presidente Modesto Roma é consequência de uma simples matemática. Em 2016, o melhor público registrado pelo clube foi justamente quando atuou no Pacaembu e conseguiu levar 24.586 torcedores. O confronto foi contra o Santa Cruz, na vitória por 3 a 2, válido pelo Brasileirão.

Como se não bastasse o prejuízo que teve em alguns jogos na Vila, o Santos tem praticamente o dobro de público quando joga na capital: média de 8.909 contra 16.935 no Pacaembu.

- Pretendemos mandar diversos jogos nesse ano no Pacaembu. Agora, o Santos assumir um custo, tudo o que é preciso fazer, é muito difícil. É preciso construir banheiros, melhorar acomodações, melhorar tudo. E não temos nenhuma resposta. Não pode fazer show, eventos fora futebol, não há estacionamento e camarote porque são da prefeitura. Já disse ao (João) Doria isso - declarou Modesto Roma.

O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), é santista e já afirmou que pretende entregar a administração do Pacaembu à iniciativa privada por dez ou 15 anos. O Santos, porém, não pretende se candidatar ao posto.

- Privatização e concessão, não. Não temos condição de assumir os custos do Pacaembu. Somos locatários, usuários eventuais - esclareceu o mandatário santista.

No próximo dia 29, o Santos utilizará o Pacaembu para um amistoso contra o Kenitra, do Marrocos. Depois, o time estreia no Paulistão, no dia 5 de fevereiro, contra o Linense, na Vila Belmiro.

Arena santista será apresentada ao conselho

O projeto que vista a dar ao Santos uma arena multiuso ainda está em discussão. A expectativa do clube era que as obras começassem ainda no início deste ano, mas elas ainda dependem da aprovação do Conselho Deliberativo.

A construção do novo estádio será no terreno da Associação Atlética dos Portuários e terá a capacidade para 27.286 torcedores. O investimento, que contaria com o auxílio de uma iniciativa privada, é de R$ 400 milhões.

De acordo com o presidente Modesto Roma, o projeto ainda inclui a modernização da Vila Belmiro com a aplicação de R$ 25 milhões, além da manutenção do estádio - que hoje gira em torno de R$ 300 mil - custeada pelo fundo de investimentos americano.

Números do Peixe na Vila x Pacaembu, em 2016:

Média de público no Pacaembu: 16.935 torcedores

média de renda no Pacaembu: R$ 587.296

Média de público na Vila Belmiro: 8.909 torcedores

Média de renda na Vila Belmiro: R$ 300.745

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos