De virada, Vasco vence o Barcelona e pega o Corinthians na semi nos EUA

A estreia do Vasco em 2017 foi com o pé direito. Na tarde deste domingo, no Central Broward Stadium, em Lauderhill/FL (EUA), a equipe comandada pelo técnico Cristovão Borges derrotou, de virada por 2 a 1, o Barcelona, do Equador. O encontro foi válido pelas quartas de final dos playoffs da Florida Cup e classificou o Vasco à semifinal da competição - quarta-feira, às 22h, o clube disputará diante do Corinthians uma vaga na decisão do torneio.

O time titular formado por Cristovão Borges contou com as estreias dos dois reforços contratados nesta janela, Escudero e Muriqui. Enquanto o primeiro já apresentou um bom ritmo e uma movimentação de qualidade, o segundo precisa de algumas semanas para se adaptar - vale lembrar que há quatro meses sofreu uma entorse.

Tanto o Vasco quanto o Barcelona encararam a partida como se valesse título. O histórico entre as equipes justifica este ponto - a Copa Libertadores de 1998 teve as duas na decisão, que terminou com os vascaínos campeões. Mas apesar de levarem o encontro com seriedade, erros - normais por ser pré-temporada - foram vistos em campo.

E foi de um erro que saiu o primeiro gol do jogo, a favor do Barcelona. Aos 21 minutos da etapa inicial, Muriqui e Rodrigo falharam na marcação em uma jogada iniciada por Vera. Ele tocou para Esterilla e recebeu de volta para estufar as redes e colocar a equipe equatoriana na frente do marcador sobre o Vasco: 1 a 0.

Atrás do marcador, o Vasco acordou e fez a qualidade da partida melhorar. Aos 28, Rodrigo sofreu pênalti - contestável, por sinal - e no minuto seguinte, Nenê assumiu a responsabilidade e foi para a cobrança. O camisa 10 de Cristovão Borges não fez feio e igualou em 1 a 1 o placar.

Nos minutos finais do primeiro tempo a movimentação continuou forte, mas sem perigo ao adversário. Para o segundo tempo, o Barcelona começou a mexer muito e o Vasco ficou na dele, mantendo o esquema titular - diferentemente do que se espera de um jogo de pré-temporada, mas ponto positivo para Cristovão Borges. E isso deu resultado.

Aos oito minutos, Henrique deu bom passe para Guilherme Costa e exigiu boa defesa do goleiro Banguera. Aos 17, Nenê cobrou falta que tirou tinta da trave. O Barcelona não assustava mais o Vasco, que pressionava para que a vaga não fosse definida nos pênaltis. E a pressão surtiu efeito. Aos 38, após cobrança de falta pela direita por Nenê, Rodrigo, livre e oportunista, mandou no meio do gol e garantiu o 2 a 1 para o Vasco. Bom início de 2017 e que siga assim para a fase ruim sofrida pelos torcedores nos últimos anos fique no passado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos