Calleri não consegue liberação para o SP e fica na Europa: 'Um dia volto'

O sonho acabou. O desejo da torcida do São Paulo de ter de volta o atacante Jonathan Calleri terá de ser adiado. Nesta quarta-feira, após mais uma reunião entre o pai do jogador, Guillermo Calleri, e o grupo de investidores que o comprou do Boca Juniors (ARG) no início do ano passado, ficou decidido que o argentino, atualmente no west Ham (ING), permanecerá na Europa. Seu destino deve ser o Las Palmas (ESP).

Em rápido contato com a reportagem do LANCE!, Calleri lamentou muito o desfecho negativo da negociação com o São Paulo. Ele brigou muito para voltar a jogar no Morumbi, onde chegaria para ser titular e nos braços da torcida, que fez campanha para o retorno nas redes sociais.

- Eu tentei de tudo, de tudo mesmo. Mas o grupo não quer que eu volte ao Brasil agora. Não posso fazer mais nada. Um dia vou voltar. É uma promessa - afirmou o atacante.

Guillermo Calleri, pai do jogador, também lamentou muito não poder realizar o desejo do filho no momento. Nas reuniões com os investidores, ele chegou a subir o tom por diversas vezes, mas não conseguiu dobrar os empresários.

- Chegou o momento que não há mais nada o que fazer, a decisão do grupo foi essa e não será possível a volta de Calleri no momento. Porém vamos deixar muito claros, uma promessa de que em algum momento ele voltará a vestir essa camisa. É um amor muito grande que temos por essa torcida e por toda essa gente. Obrigado por tudo - disse Guillermo, ao LANCE!.

Calleri ainda tem mais três anos de contrato com o grupo inglês, que o registrou no Deportivo Maldonado (URU). Ele está emprestado ao West Ham até maio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos