'Nós vamos continuar com Marcelo Cabo', diz dirigente do Atlético-GO

O Atlético-GO bateu o martelo sobre o episódio do "sumiço" polêmico de Marcelo Cabo no início da semana. Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, o diretor de futebol do clube, Adson Batista, decidiu dar mais uma chance ao treinador. Na segunda-feira, após cerca de 40 horas desaparecido, Cabo foi localizado pela polícia em um motel em Goiás:

- Nós vamos continuar com o Marcelo Cabo. Entendemos que o Marcelo Cabo tem o seu valor e não poderíamos "encerrar" com a carreira dele. O ser humano é inteligente e merece uma segunda chance.

Porém, o dirigente não escondeu que a situação redobrará a responsabilidade do treinador para esta temporada:

- Nós entendemos que o Marcelo Cabo deve mostrar seu valor, mas garanto que ele vai comandar sempre na corda bamba.

Batista ainda detalhou sobre como foi a reunião do treinador com a cúpula do Atlético-GO:

- Ele foi verdadeiro, assumiu toda a responsabilidade. Quem sou eu para julgar as pessoas? Se lá na frente, os resultados não aparecerem, vamos agir com a razão.

O dirigente minimizou a repercussão que possa ocorrer para o Atlético-GO e para o próprio treinador:

- Não tenho preocupação com piadas. Piadas no futebol acontecem. O importante é a pessoa se recuperar.

Em seguida, rechaçou que a imagem do técnico esteja arranhada aos olhos do elenco do Dragão:

- O grupo foi unânime em abraçar Marcelo Cabo, principalmente por conta dos objetivos da temporada.

O técnico foi campeão da Série B com o Atlético-GO no ano de 2016.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos