Abad avalia primeiro mês de gestão no Flu: 'Primeiro passo foi remontar a estrutura do futebol'

Pedro Abad tomou posse como presidente do Fluminense na noite de 20 de dezembro de 2016. O primeiro mês do Auditor fiscal da Receita Federal e ex-presidente do Conselho Fiscal do Tricolor à frente do clube foi completado, mas o saldo não é dos mais positivos. São mais prós do que contras.

Abad tinha como uma das missões diminuir a folha salarial do futebol profissional para buscar reforços. Até o momento, apenas o lateral-direito Lucas foi contratado na gestão, enquantO sete jogadores foram emprestados e Cícero foi negociado. A busca por um "atleta âncora, que chame a atenção e atraia os holofotes", como Abad revelou em entrevista ao LANCE! antes do pleito, ainda não foi concretizada.

A principal missão do mandatário é fechar a negociação com o novo fornecedor de material esportivo. O vínculo com a Dryworld será rescindido e a Under Amour está muito próxima do acerto. Ao L!, Abad avaliou o primeiro mês à frente do clube das Laranjeiras:

- O primeiro passo foi remontar a estrutura do futebol. Ter um departamento com outro desenho, outra forma de gerenciamento e muito mais profissional - declarou o presidente Pedro Abad, antes de comentar a chegada de Abel Braga:

- Contratamos um grande treinador, muito identificado com o clube e que tenho certeza de que fará um grande trabalho. Ele também tem muita identificação com o Fluminense e vai nos ajudar bastante. Enxugamos a folha salarial de forma considerável e iniciamos um trabalho no futebol muito mais responsável - finalizou o mandatário em entrevista ao LANCE!.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos