Benfica renova com goleiro brasileiro e estipula multa em R$ 200 milhões

  • TOBIAS SCHWARZ/AFP

Fundamental no atual time do Benfica depois de ter barrado o experiente Julio Cesar, Ederson renovou o seu contrato com o clube português. Primo de Artur Moraes, novo goleiro da Chapecoense, o jogador de 23 anos prolongou o seu compromisso até 2023.

Ederson tinha contrato até 2020, e além de prolongar o período de permanência também aumentou a sua multa rescisória. Era de 45 milhões de euros (R$ 153 milhões), e agora passou para 60 milhões de euros (R$ 204 milhões).

Ederson chegou a passar um período na base do Benfica, voltou ao Brasil e retornou à Portugal para defender o Rio Ave em 2012. Em 2015, ele voltou ao Benfica e chegou a defender a equipe B, mas com as seguidas lesões do titular Julio Cesar ganhou oportunidades e acabou se tornando o titular.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos