Sem suspeito de ser "gato", Paulista volta a treinar para final da Copinha

  • Reprodução/Facebook

A polêmica em torno da reta final da Copa São Paulo ganhou um novo desdobramento nesta segunda-feira. Em meio às acusações de seu registro de nascimento, o zagueiro Brendon foi baixa na reapresentação do Paulista, que visa a final da competição.

A ausência do atleta, que segundo a reportagem da ESPN seria Helton Matheus Cardoso e nasceu em 1994, e não no ano de 1997, conforme aparece em sua certidão de nascimento, foi justificada pela diretoria do clube de Jundiaí como um motivo pessoal. Segundo o Paulista, ele comunicou que iria visitar o tio.

Em entrevista antes de comandar a atividade, o técnico Umberto Louzer reiterou que deixará o caso a cargo da diretoria do Paulista e sob apuração "urgente".

- Eu pedi para a diretoria apurar isso o quanto antes. Até para eu dar uma posição para os atletas. E eles pediram para não tocar nesse assunto que isso ficaria a cargo da diretoria, do jurídico do clube e da federação. Mas eu pedi uma resposta, porque hoje o acesso às informações é muito rápido e os jogadores estão sabendo disso.

Em meio ao impasse sobre o assunto, o treinador afirmou que tentará blindar ao máximo os jogadores. Aos seus olhos, o momento é de fazer a equipe voltar as atenções para o duelo com o Corinthians:

- Não podemos desviar o foco. Por isso pedi uma urgência da diretoria para esclarecer os fatos aos jogadores. Temos que pensar na decisão. O Corinthians é um adversário dificílimo. Temos que reunir forças para coroar esse grande trabalho com quem sabe essa conquista.

A suspeita de irregularidade de Brendon foi denunciada pelo Batatais-SP, derrotado na semifinal da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos