Bruno Henrique diz como quer jogar no Santos e aumenta opções de Dorival

  • Michael Sohn/AP Photo

O Santos procura um atacante desde que perdeu Geuvânio e Marquinhos Gabriel, em janeiro de 2016. Um ano depois, Bruno Henrique, comprado por R$ 14 milhões do Wolfsburg (ALE), parece ser a solução e dará ao técnico Dorival Júnior mais opções para o setor. 

Em 2016, o treinador ajustou o ataque santista com Copete e Vitor Bueno jogando ao lado de Ricardo Oliveira. Cada um terminou o Brasileirão com dez gols. Agora, para o reforço mais caro da gestão de Modesto Roma Júnior jogar, um dos dois titulares terá que sair.

"Quem vai decidir se chego para ser titular ou não será Dorival. Vou fazer no Santos igual fiz nos clubes que passei. Se serei titular, só saberemos quando eu vestir a camisa do Santos", comentou Bruno Henrique, em contato com a reportagem do LANCE!.

Tanto no Wolfsburg como no Goiás, o atacante de 26 anos atuou pelos lados do campo, mesmo local em que Vitor Bueno e Copete estão jogando. Mesmo perfil que Dorival procurava.

"Imagino que jogarei pelos lados do campo, seja na direita ou na esquerda. Na Alemanha joguei pelos lados, como era no Goiás também. Isso (interesse do treinador) significa muito para um jogador quando o técnico pede a diretoria consegue a contratação desse jogador", explica.

Quando se destacou pelo Goiás, em 2015, Bruno Henrique balançou as redes no Brasileirão sete vezes. Na Vila Belmiro, ele deverá vestir a camisa 11 e assinar contrato válido por quatro anos.

Com ele, além de Copete e Bueno, disputarão posição os recém-contratados Kayke e Vladimir Hernández, este da seleção colombiana.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos