Eduardo Baptista mantém dúvida sobre goleiro e centroavante no Palmeiras

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

As atividades de pré-temporada do Palmeiras têm indicado que o time-base para o início do Campeonato Paulista está quase pronto, mas o técnico Eduardo Baptista avisou nesta sexta-feira que ainda tem duas importantes dúvidas: o goleiro e o centroavante. A estreia no Estadual será dia 5 de fevereiro, em casa, contra o Botafogo-SP.

No gol, Fernando Prass leva vantagem. O camisa 1 foi titular no amistoso contra a Chapecoense e deve ser mantido neste posto contra a Ponte Preta, às 17h de domingo, no Allianz Parque, em novo amistoso. O treinador, porém, mantém Jailson na briga.

- Deve jogar o Prass contra a Ponte, mas a decisão é para semana que vem, assim como o time titular. Quem jogar domingo não está garantido contra o Botafogo-SP - explicou Eduardo.

-Ninguém é dono da posição. Quem eu escolher, não vou errar. Você tem o Prass, com experiência e história aqui dentro, inquestionável. Ele se machucou quando era titular da Seleção olímpica, e aí veio o Jailson, que foi peça fundamental para o título. O Vagner não esteve bem, e se o Jailson não responde, talvez o Palmeiras não fosse campeão. O Jailson foi um cara muito importante para o que o Palmeiras conquistou. Tenho dois grandes goleiros e vou tentar ser justo - acrescentou.

Na frente, Alecsandro e Erik foram testados diante da Chape. Contra a Ponte, o foco deve ficar em Barrios, que começará jogando, e em Willian, que deve estrear no segundo tempo. O comandante fala em escolher a melhor opção de acordo com as características do adversário.

- Se você precisa de uma velocidade maior, temos Erik e Willian. Se precisar de alguém na área, o Barrios e o Alecsandro me dão essa condição. Essa posição será montada de acordo com a característica do jogo - disse.

O time do amistoso deve ter Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Thiago Martins (Vitor Hugo) e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Dudu; Barrios.

Vitor Hugo ainda é dúvida porque ainda não fez nenhum trabalho entre os titulares. O clube deu ênfase maior à parte física do zagueiro antes da convocação dele para o amistoso da Seleção Brasileira contra a Colômbia, na quarta-feira, que ele assistiu do banco de reservas. Mina, Moisés e Guerra ainda não estarão disponíveis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos