'Goleiro secreto' jogou em rival e hoje agrada no profissional do Corinthians

Inscrito pelo Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o goleiro Diego teve uma grande surpresa neste início de ano: foi convocado para integrar o elenco principal que disputou a Florida Cup, nos Estados Unidos. Ele contou com os desfalques de Walter, lesionado, e Matheus Vidotto, que ficou no Brasil para tirar o passaporte europeu, para ter sua primeira grande experiência no grupo principal.

Apesar de não ter atuado nos Estados Unidos, Diego agradou e segue treinando com o elenco profissional no CT Joaquim Grava. Antes, o goleiro de apenas 17 anos estava em seu primeiro ano com o time sub-20.

- Foi uma surpresa para nós essa convocação para a Florida Cup, porque era o primeiro ano dele no sub-20, ele foi inscrito como terceiro goleiro na Copinha. Ele nunca jogou nem no sub-20, mas optaram por ele. Ano passado ele estava no sub-17, participou do Paulista, Copa BH e foi campeão da Copa do Brasil como titular. Esse ano, devagarzinho, ele vai buscando o seu espaço - conta o orgulhoso Mauro Andrade, pai de Diego.

O futebol apareceu por acaso na vida de Diego. Ele atuava na linha, mas foi deslocado para o gol em um jogo de handebol. A convite do pai de um amigo, passou a treinar como goleiro de futsal no Tumiaru, na região da Baixada Santista. Foi então que, aos 11 anos, ele chamou a atenção do Santos. A trajetória no rival, porém, terminou no início de 2016. De acordo com Mauro Andrade, Diego havia sido titular no Peixe até um novo goleiro ser contratado pela nova diretoria da base.

- Trouxeram um outro goleiro e não queriam dar oportunidade para o Diego, que tinha sido titular em todas as categorias até então. Eu sabia que era hora de ele aparecer e achei melhor ele sair. Ficou uma indefinição durante uns seis meses e chegamos a pedir um teste no Red Bull. Nesse meio tempo, colegas que ele tem no Corinthians comentaram dele e o treinador de goleiros tinha todos os dados e pediu para ele fazer um treino. Ele ficou uma semana, fez um amistoso contra a Ponte Preta, jogou bem e ainda pegou um pênalti. Acharam até estranho a forma como o Santos tinha liberado - recorda Mauro Andrade.

Diego passou a integrar o elenco sub-17 e logo recebeu uma valorização: assinou contrato profissional até o meio de 2018. Agora, treinando até com o grupo principal, ele pretende agradar ainda mais no Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos