Impasse jurídico e grana afastam joia do Corinthians; Clube inglês negocia

Sem disputar uma partida oficial nas categorias de base do Corinthians desde as finais da Copa do Brasil sub-17, torneio do qual foi artilheiro e campeão em maio do ano passado, o atacante Caio Emerson está cada vez mais longe de um acordo com o clube pela assinatura do primeiro contrato profissional. A novela da renovação já dura oito meses e neste momento está distante de final feliz por conta de um impasse jurídico e, especialmente, a situação financeira do Timão, que teria de investir para manter a promessa sob contrato.

Atento ao iminente insucesso das negociações com o Corinthians, que tem contrato de formação de Caio Emerson somente até o dia 26 de fevereiro, um clube inglês abriu conversas nas últimas semanas e já fala em condições salariais com o estafe do menino. Trata-se do Everton, como informado pelo "Daily Star". A equipe pagaria 250 mil libras (cerca de R$ 1 milhão) para ficar com 50% dos direitos econômicos - mais ou menos o valor que vinha sendo negociado com o Corinthians nos últimos tempos.

Com o Timão, as conversas não têm avançado. De acordo com os representantes do jogador de 17 anos, um erro no envio do primeiro contrato de Caio Emerson à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ainda em 2015, tem efeitos na atualidade e pode complicar as conversas: a antiga diretoria da base do Timão informou à entidade ser detentora de 100% dos direitos econômicos do jogador, sendo que na verdade o clube detinha apenas 25%, os empresários mais 50% e o Cruzeiro, seu primeiro clube, a parte final desta porcentagem.

Na nova transferência, o Corinthians pagaria por mais 25%, mas o clube não pode comprar uma parcela dos direitos que não foi informada e nem os empresários ficarem com uma cota futura, como determinado no acordo. O entrave jurídico mobiliza a nova diretoria da base e também os advogados do clube, mas ainda não tem previsão de terminar. Sem contar tudo isso, o Corinthians vive um período de redução de gastos em todos os departamentos - inclusive as categorias de base.

Caio Emerson foi duas vezes artilheiro do Campeonato Mineiro sub-15 antes de chegar ao Corinthians, clube em que repetiu o faro goleador. Precoce, o garoto é monitorado por grandes clubes europeus há três temporadas, e só poderá vincular-se a um time após completar 18 anos, em fevereiro. Um agente influente no futebol europeu tenta há pelo menos seis meses negociar o garoto brasileiro e teve conversas com Barcelona (ESP) e Granada (ESP), além de clubes da Itália.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos