Rafael Marques diz que entenderá se não for inscrito, mas mostra confiança

  • Cesar Greco/Fotoarena

A estreia de Rafael Marques em 2017 não foi das melhores: ele entrou no segundo tempo do amistoso contra a Ponte Preta e cometeu o pênalti que resultou no gol de empate do adversário. O atacante é um dos cotados para ficar fora da lista de inscritos na primeira fase do Campeonato Paulista e diz que vai respeitar se essa for a decisão de Eduardo Baptista, mas lembra que recusou propostas para permanecer no Palmeiras e esbanja confiança.

"Não sei (se vou ser inscrito), quem decide é o Eduardo. A gente continua trabalhando, o elenco é grande, competitivo, de qualidade. Tenho que entender se o Eduardo optar por não me inscrever. Ele está acabando de chegar, é óbvio que não pode chegar e querer mudar muito, porque a gente vem de um título brasileiro. Estou trabalhando para, se precisar, estar lá", disse o camisa 19.

"Desde as férias eu estou muito focado no trabalho. Duas semanas antes de me apresentar eu já estava trabalhando a parte física. Teve vários clubes interessados, sim, mas sempre deixei bem claro que queria ficar aqui, que não teria motivo para sair. É mais um ano em que vamos brigar por títulos e quero participar disso. Tenho certeza que o Eduardo vai me dar chances, porque ele me conhece desde 2001, no Japão jogamos muito contra, quando ele era preparador físico do Nelsinho. Eu vou continuar trabalhando, não tem razão para mudar, foi assim que consegui o respeito de todos", acrescentou.

Destaque do time em 2015, ano em que foi contratado, Rafael Marques admite que não manteve o nível no ano passado. Segundo ele, a falta de ritmo de jogo pesou. Mas as qualidades seguem as mesmas.

"Eu me considero um jogador taticamente muito bom, sempre foi assim. No ano passado foi um pouco diferente, talvez por não ter atuado muito. Sempre deixei bem claro que sou um jogador que precisa de ritmo de jogo. Foi assim quando cheguei aqui, em 2015, foi assim no Botafogo... Não estou falando que deveria ter jogado, mas não sou um jogador rápido como o Guedes e o Vitinho. Agora estou me sentindo bem. O esquema que o Eduardo está passando para nós eu conheço da Turquia, do Japão, então fica fácil assimilar o que ele quer. Tenho de evoluir muito ainda, pegar ritmo de jogo, mas tenho certeza que vai dar tudo certo", completou.

O Palmeiras precisa enviar a primeira versão da lista de inscritos até quinta-feira. Essa relação inicial não precisa ter 28 nomes e pode ser completada até 3 de março.

O elenco do Verdão tem 32 jogadores, o que significa que quatro ficarão fora. O jovem goleiro Daniel Fuzato e os volantes Rodrigo e Arouca - que passou por uma pequena cirurgia no tornozelo - devem ser três dos "cortados". Caberá a Eduardo Baptista escolher o último a ficar fora.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos