Chegada de Pato mantém o mesmo número de brazucas na elite chinesa

Em boa fase no Villarreal, Alexandre Pato optou por ser tornar mais um brasileiro a se aventurar no futebol chinês. Contratado por 18 milhões de euros (R$ 60,5 milhões) pelo Tianjin Quanjian, o atacante se torna o 22º atleta nascido aqui que tenta alavancar a Superliga Chinesa.

Pato se junta a outros reforços tupiniquins para a temporada 2017, assim como Marinho (Changchun Yatai), Júnior Urso (Guangzhou R&F) e Oscar (Shanghai SIPG). Com o quarteto que irá debutar, a elite da China contará com a mesma quantia de brasileiros em relação ao ano passado (veja todos os 22 na galeria acima).

Com este número, o Brasil é o país que soma o maior número de jogadores estrangeiros. A nível de comparação, a Coreia do Sul é quem vem logo atrás, com dez. Além da quantia elevada de atletas, ainda há um representante da nossa pátria à beira do campo: o técnico Luiz Felipe Scolari, bicampeão sob o comando do Guangzhou Evergrande.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos