Arrascaeta marca, Cruzeiro vence o Atlético-MG e amplia jejum do rival

A noite desta quarta-feira foi de clássico no Mineirão com as torcidas de Cruzeiro e Atlético-MG protagonizando uma bonita festa - algo que há muito tempo não acontecia no clássico. E a vitória foi celeste. Superior em grande parte do jogo, a Raposa superou o Galo por 1 a 0, com gol de Arrascaeta, em jogo válido pela primeira rodada do Grupo C da Copa da Primeira Liga. Vitória que ampliou o jejum alvinegro contra o maior rival: já são quatro derrotas e dois empates desde a última vitória, em abril de 2015. Clique aqui e saiba como foi o lance a lance do duelo no Gigante da Pampulha.

PRÓXIMOS JOGOS

Com o triunfo diante do maior rival, o Cruzeiro assumiu a liderança do Grupo. A Os comandados de Mano Menezes voltam a atuar pela competição na próxima quarta, quando receberá a Chapecoense, às 19h30, no Mineirão. Já o Atlético, no dia seguinte, receberá o Joinville, na Arena Independência, às 19h15.

EFICÁCIA CRUZEIRENSE NO MINEIRÃO

Cruzeiro e Atlético ingressaram no Mineirão com esquemas semelhantes: 4-2-3-1, tendo Rafael Sóbis e Lucas Pratto de referências ofensivas, respectivamente. Os esquemas eram espelhados, mas caberia ao Cruzeiro mostrar mais eficiência na compactação e na transição da defesa para o ataque.

Após alguns minutos de muitas disputadas por espaços no meio, a maior qualidade celeste ao trabalhar a bola começou a fazer a diferença. A defesa atleticana não tinha êxito na missão de conter o ímpeto ofensivo do rival, que ainda marcava bem. As chances foram se acumulando, com a melhor delas na ótima defesa de Giovanni após cobrança de falta de Rafael Sóbis.

E a eficácia celeste se transformou em gol aos 27 minutos. Lançamento da defesa de Ariel Cabral, tentativa de corte de Felipe Santana e "presente" para Arrascaeta, que mostrou categoria ao se livrar de Giovanni e abrir o placar. O Galo bem que tentou ser agressivo, mas falhou em suas tentativas.

CRUZEIRO PERDE GOLS, ATLÉTICO TENTA O EMPATE, MAS VITÓRIA É CELESTE

O Cruzeiro voltou do intervalo com a mesma aplicação tática vista nos 45 minutos iniciais. Alisson, aos 11, obrigou Giovanni a praticar ótima intervenção. Pouco depois, Rafael Sóbis desperdiçou ótima chance, com o goleiro atleticano evitando o pior para o Galo novamente. O Cruzeiro de Mano Menezes estava muito próximo do segundo gol. Já o Galo de Roger Machado não se encontrava em campo.

O Atlético passou a ter mais posse de bola e tentou ser mais agressivo, principalmente após a entrada de Clayton, enquanto que o Cruzeiro, chamando o rival para os seu campo, tentava chegar ao segundo gol. A chance até veio após erro de Felipe Santana, mas faltou precisão. Nos minutos finais, ânimos exaltados após as expulsões de Robinho, Mano e os cartões amarelos para Ralph, Fábio Santos e Gabriel. Sobrou luta para o Galo, mas a merecida vitória foi celeste.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data-hora: 1/2/2017 - 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG)

Auxiliares: Auxiliares: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Felipe Alan de Oliveira (MG)

Público/Renda: Não divulgados.

Cartões amarelos: Rafael Sóbis, Robinho e Ezequiel (CRU); Yago, Lucas Pratto, Ralph, Fábio Santos e Gabriel (CAM)

Cartões vermelhos: Robinho, 42'2ºT (CRU)

Gol: Arrascaeta, 27'/1ºT(1-0).

CRUZEIRO: Rafael, Ezequiel, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique (Hudson, Intervalo), Ariel Cabral e Robinho; Alisson, Rafael Sóbis (Ábila, 28'/2ºT) e Arrascaeta (Rafinha, 36'/2ºT) - Técnico: Mano Menezes.

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Yago (Ralph, Intervalo), Otero, Maicosuel (Clayton, 28'/2ºT) e Cazares (Rafael Moura, 40'/2ºT); Lucas Pratto - Técnico: Roger Machado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos